BUSCAR

6 de setembro de 2019

Flávio Dino se oferece para ser conselheiro de Jair Bolsonaro

Governador do Maranhão diz que declarações do presidente da República atrapalham os investimentos no país

Flávio Dino se oferece para ser conselheiro de Jair Bolsonaro


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), se ofereceu para dar conselhos ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). Segundo Dino, as declarações de Bolsonaro atrapalham os investimentos no país, o que faz com que ele precise de um conselheiro.

“Espero que o presidente da República tenha algum amigo sincero por perto dele, se não tiver, posso ser eu, me ofereço para ir lá. Pois realmente não é uma coisa correta todos os dias produzir incidentes internacionais e nacionais. Não é algo que ajuda o Brasil”, disse.
A declaração foi feita nessa quinta-feira 5, durante conferência Agenda do Brasil para Crescimento Econômico e Desenvolvimento, promovida pela COA (Council of the Americas), em Brasília.
O comunista disse, ainda, que “torce para que haja uma reflexão permanente de todos os que têm papel relevante” no governo Bolsonaro. “Ele é o principal líder do país e, portanto, tem grandes responsabilidades como disse o filósofo Peter Parker, mais conhecido como Homem-Aranha”, brincou, referindo-se ao super-herói.
Sobre a própria gestão no Palácio dos Leões, Dino afirmou a uma plateia repleta de empresários que o Estado mantém um “ambiente institucional amigável” para os investimentos, com respeito às leis. “La garantia soy yo (a garantia sou eu)”, brincou novamente.
Sem citar a construção do porto no Cajueiro, onde recentemente dezenas de famílias foram retiradas sob repressão policial, o governador do Maranhão destacou que o estado tem importância estratégica na distribuição de produtos no Brasil. “Quem pensa em logística para Norte, Nordeste e Centro-Oeste, pensa neste complexo portuário”, disse, completando: “Temos em São Luís o complexo portuário. Tem o porto público, de Itaqui, e dois privados, um da Vale, e outro da Alcoa”. Com informações do Atual7

Nenhum comentário:

Postar um comentário