BUSCAR

11 de setembro de 2019

Flávio Dino também deseja um consórcio para derrotar Bolsonaro

Pelo visto a palavra de ordem para o governador do Maranhão, Flávio Dino, é consórcio, tantos nas eleições de 2020, quanto na de 2022.
Em 2020, Dino quer um consórcio de candidatos para tentar derrotar o deputado federal Eduardo Braide, principal nome e líder absoluto nas pesquisas para a disputa pela Prefeitura de São Luís.
Já para 2022, segundo revelou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, Flávio Dino já quer em 2020 um consórcio para derrotar Jair Bolsonaro. Veja a postagem da colunista.
A formação de uma frente de centro-esquerda que possa se contrapor a Jair Bolsonaro nas eleições municipais de 2020 começa a ser discutida também em São Paulo.
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA), já conversou sobre o assunto com o ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB-SP), que deve se lançar candidato a prefeito da capital paulista.
As tratativas são iniciais, mas também em setores do PT paulistano há simpatia pela ideia, apesar das dificuldades: seria a primeira vez, desde 1985, que a legenda não teria candidato próprio na capital.
Dino afirma que a gravidade do momento exigiria uma frente plebiscitária contra Bolsonaro que incluiria PDT, PSB, PCdoB, PSOL e PT. Ele acredita que, apesar das dificuldades, ela poderia ser fechada em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.
É aguardar e conferir, mas pelo visto não faltará consórcios para Flávio Dino…
Por: Jorge Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário