BUSCAR

29 de outubro de 2019

Caso Renata: Suicídio ou Acidente?

A imagem pode conter: 1 pessoa

Hoje(29) pela manhã, a região do leste maranhense foi surpreendida com um fato trágico que abalou o município de timbiras, Codó e demais cidades que souberam do fato: a morte prematura da Técnica de Enfermagem, Renata, moradora de Codó. 

A profissional que trabalhava no hospital geral de timbiras( HGT), foi encontrada já sem vida no centro cirúrgico do hospital e do lado da mesma encontraram uma ampola de midazolam e outra de fentanil .

O Blog Agência Maranhão entrou em contato com o Dr.Mario Braga para que o mesmo falasse sobre o assunto. 

Confiram a entrevista:

Blog AM: Dr.Mario Braga, obrigado mais uma vez, por nos atender. O senhor conhecia a Renata?

Dr. MB: A Renata eu tive o prazer e a felicidade de conhece-la. Uma pessoa responsável, trabalhadora, amiga de todas. Um exemplo de ser humano.

Blog AM: O que o senhor acha  que poderia ter acontecido?

Dr. MB: Eu acredito que tenha sido um acidente. Até onde eu conhecia a Renata, nunca soube de nenhuma doença psiquiátrica que pudesse induzi-la ao suicídio. Até pessoas mais próximas dela, relataram-me que ela estava bem, feliz da vida. Não tiverem noticia de nenhuma contrariedade ou decepção, que pudesse desencadear comportamento suicida. Porém, cabe à policia judiciária( policia civil) juntamente com dados de perícia e avaliação do IML, dar uma resposta a sociedade , o que de fato ocorreu, como ocorreu e porquê ocorreu.
.
Blog AM: Dr., e esses medicamentos?

Nenhuma descrição de foto disponível.
Medicamentos que causaram o acidente


Continuando a entrevista...

Dr. MB: Midazolam e fentanil sao substancias bastante conhecidas no centro cirúrgico( os anestesiologistas usam bastante), nas UTI-Moveis, USA( Unidade de suporte avançado)-SAMU, nas UTI's propriamente ditas. São fármacos usados para sedação em pequenos procedimentos cirúrgicos. 

Usados para intubar pacientes, assim como para manter pacientes em ventilação mecânica nas UTI's. Na realidade, são fármacos que causam depressão respiratória ou seja, podem levar o paciente a insuficiência respiratória principalmente e sendo assim, o paciente nao respira e por conseguinte, levar a morte.
.
Blog AM: E essas substâncias são de livre acesso? 
MB: Essa é a pergunta que não quer calar. Todos sabem que os psicotrópicos ( que essas substâncias se enquadram nesse perfil)  precisam ficar em ambiente de " fácil " acesso para alguma emergência porém em local seguro e com controle rigoroso da saída dessas substâncias. E alem disso, é obrigatório a justificativa do uso. Como por exemplo: foi usado para intubar, para reduzir uma fratura, para manter o paciente na ventilação mecânica, etc.  Nunca em nenhum momento pessoas devem ter acesso sem a devido motivo.
.
Blog AM: Entao o senhor considera que o hospital neglicenciou essas normas?
MB: Não sou leviano. Nunca vou afirmar uma coisa dessa. Estou apenas dizendo como as coisas devem funcionar. Primeiramente, dentre outras coisas , é preciso saber de onde saíram esses fármacos. Cada fármaco, nas suas ampolas , vem impresso o numero do lote e a partir daí é possível saber a  origem de qual  unidade de saúde que o mesmo foi disponibilizado.Quanto a isso, durante o inquerito policial, com certeza, a policia civil vai dizer onde a Renata adquiriu essas substâncias.Se foi no HGT ou de outra unidade hospitalar.
.
Blog AM: Dr. Mario Braga, algumas considerações finais?

Dr. MB: Que perdemos uma grande profissional, uma amiga, uma pessoa do bem. A dor que todos nós da saúde estamos sentindo, médicos, enfermeiras, técnicos de enfermagem, etc, é muito grande. E que devemos fazer uma reflexão da vida,no tocante aos cuidados com nossa saúde também. Trabalhamos 24 horas em prol da saúde das pessoas mas esquecemos da nossa.Para cuidarmos dos outros precisamos está bem. Mas a memoria que fica da Renata é somente de coisas boas e que Deus conforte a família e reserve um bom lugar pra ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário