BUSCAR

24 de outubro de 2019

Consórcio alvo da PF no MA recebeu R$ 7,7 mi do governo Dino em 2019



Trata-se do consórcio Cobrape/STCP – formado pela Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos (Cobrape) e pela STCP Engenharia – o alvo da Polícia Federal e da Controladoria-Geral da União (CGU) no bojo da Operação Arauto, deflagrada hoje (24) no Maranhão, no Amapá e em Rondônia.
Segundo dados do Portal da Transparência maranhense, as duas empresas já receberam, juntas, R$ 7,7 milhões do governo Flávio Dino (PCdoB), só em 2019, como pagamento pelo contrato nº 14/2013, para apoio à fiscalização e gerenciamento de obras do programa Viva Maranhão.
O pagamento mais recente, de R$ 1,1 milhão, ocorreu em setembro.
Em 2018, foram pagos – via Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) – R$ 9,5 milhões.
De acordo com a PF, no período de 2013 a 2018 já foram pagos pelo Governo do Maranhão mais de R$ 112 milhões ao consórcio de empresas beneficiadas que celebraram o contrato com a Seplan.
Por: Gilberto Léda

Nenhum comentário:

Postar um comentário