BUSCAR

28 de outubro de 2019

Justiça dá guarda para pai de menino que seria transformado em menina


Após o tribunal de justiça do Texas, decidir contra o pai de um menino de 7 anos que seria transformado em menina pela mãe, a juíza responsável pelo caso, decidiu que os pais terão guarda conjunta sobre o menino.

A decisão acontece após o caso ter gerado muita polêmica e protestos em todo o Estados Unidos. Segundo à LifeSite News, juíza Kim Cooks, do 255º distrito, também proferiu em sua decisão que isso inclui tomar decisões médicas conjuntas para a criança.

O juiz também estabeleceu uma ordem de mordaça para que ambos os pais não falassem à imprensa e o pai não será obrigado a pagar honorários advocatícios.

No início desta semana após protestos, funcionários do governo do estado do Texas disseram que analisariam o caso. O pai do garoto diz que, quando James está com ele, ele não mostra sinais de querer ser uma garota quando tem a opção.

Documentos judiciais mostram que o garoto se veste de menina e tem o nome de “Luna” quando está com a mãe, mas testemunhas do pai dizem que ele escolhe as roupas dos meninos e se chama “James” quando está com ele.

Agora, um júri decidiu contra a custódia exclusiva do pai. Ele lutou por isso porque a mãe estava tentando forçar legalmente o pai a tratar James como uma menina. O LifeSite News também relata que a mãe deseja administrar bloqueadores da puberdade de James e “hormônios cruzados”.

Agora, o governador do Texas, Greg Abbott, diz que seu governo está investigando o caso. “Para sua informação, James Younger, de 7 anos, está sendo investigado pela Procuradoria Geral do Texas e pelo Departamento de Serviços Familiares e de Proteção do Texas”.

E o senador Ted Cruz também está avaliando o caso em seu estado natal. “Isso é horrível e trágico. Para um pai submeter uma criança tão pequena a bloqueadores hormonais que alteram a vida, a transição médica de seu sexo não passa de abuso infantil”, diz Cruz.

“Uma criança de 7 anos não tem maturidade para tomar decisões profundas como essa. O estado do Texas deve proteger o direito dessa criança de escolher – como uma pessoa madura e informada – e não ser usada como um peão na esquerda. agenda política da oposição. #ProtectJamesYounger “, conclui Cruz.

Um legislador do estado do Texas está tomando medidas para impedir casos futuros como este. O deputado Matt Krause, que destaca sua fé cristã em sua biografia no Twitter, representa o HD 93 no Legislativo do Texas. Ele escreve no Twitter:

Na ausência de uma sessão especial entre agora e a 87ª Sessão, apresentarei legislação que proíbe o uso de bloqueadores da puberdade nessas situações para crianças menores de 18 anos. Perdemos nossa oportunidade de fazê-lo na 86ª Sessão. Não perderemos a próxima”

Ainda de acordo com a CBN News, especialistas dizem que é “imprudente e irresponsável” fazer a transição de crianças para o sexo oposto. 

Por: Amigo de Cristo

Nenhum comentário:

Postar um comentário