BUSCAR

6 de outubro de 2019

À espera do Castelão lotado, Sampaio entra em campo para brigar pelo tetra

Chegou o grande dia. A batalha final pelo título de campeão brasileiro da Série C. O último capítulo de uma jornada em que o Sampaio Corrêa já conquistou o seu objetivo principal, que foi o acesso, mas, como um autêntico time de chegada, quer mais. Quer o título. Quer colocar a faixa de campeão no peito.
Bolívia entra em campo para brigar pelo quarto título brasileiro (Foto: Lucas Almeida)
A desvantagem é evidente, mas, quando a bola rolar, a Bolívia tem uma missão; mostrar quem realmente manda no Castelão, como reza sua gloriosa cartilha. É hora da raça, superação, de correr até a última gota de suor e batalhar até o fim pelo troféu. O memorial do clube quer muito recebê-lo.
Como todos sabem, uma batalha não se vence sozinho. É preciso apoio, vibração, e o universo Tricolor conhece a sua força nesses momentos de decisão. Não basta torcer de longe, é necessário a presença em peso da torcida no Castelão. 40 mil vozes empurrando o time do povo rumo á vitória, ao posto máximo da competição. Todos querem gritar a plenos pulmões: É CAMPEÃO!
O obstáculo é imenso, tem força e colocou vantagem. O Náutico vem pronto para montar o seu muro, e ao Tricolor só resta derrubá-lo para fixar a quarta estrela no manto boliviano.
É um sonho, e sonhos existem para serem realizados. Juntos, a realidade é possível. O título brasileiro é obsessão. Obsessão. Nada mais interessa. Nós queremos o tetra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário