BUSCAR

7 de outubro de 2019

Náutico conquista título da Série C no Castelão em São Luís

Pintou o campeão brasileiro da Série C. O Náutico que havia vencido o Sampaio na primeira partida por 3 a 1, no Aflitos, arrancou o empate por 2 a 2, com o Sampaio, no Estádio Castelão e leva a taça para Pernambuco pela primeira vez.
Os maranhenses jogaram melhor, mas o Näutico foi cirúrgico e aproveitou a boa vantagem conquistada em Recife.
O Sampaio começou a partida forte e mostrando que iria buscar o resultado e logo a 2 minutos poderia ter aberto o placar se o árbitro Flávio Rodrigues de Souza tivesse marcado um pênalti de Josa em Lucas Hulk.
O primeiro gol saiu aos 13 minutos do primeiro tempo. Everton recebe pela direita, corta o marcador para dentro e chuta de longe de esquerda, a bola quica no gramado e engana o goleiro Jefferson.
O Sampaio reclama de um outro lance de pênalti no fim do primeiro tempo em que Esquerdinha invade a área e cai numa disputa com o lateral Hereda. O juiz acertou dessa vez ao mandar o lance seguir.
No segundo tempo, o Náutico troca Wallace Pernambucano por Jefferson Nem e consegue equilibrar o jogo. Aos 6 minutos, escanteio que Jean Carlos cobra e Álvaro sem marcação cabeceia, a bola vai em cima de Andrey que não consegue evitar o gol de empate do Náutico.
Com o empate, o Sampaio foi com tudo para o ataque e passou a pressionar o Náutico, mas parou nas defesas do goleiro Jeferson.
No contra-ataque, o Náutico teve a chance de virar o jogo, mas Jeferson Nem perdeu a chance. No lance seguinte, Esquerdinha cruzou na área e o artilheiro da Série C apareceu livre para fazer 2 a 1, aos 37 minutos e calar o Estádio Castelão.
O Náutico foi fatal aos 40 minutos, Mateus Carvalho no contra-ataque entra livre e manda a bola entre as pernas de Andrey para empatar novamente o jogo.
Ao final da partida, uma confusão generalizada tomou conta da partida tudo por conta da atuação ruim do árbitro Flávio Rodrigues de Souza que boi bastante criticado.
Não deu para o Sampaio, mas a campanha no Brasileirão Série C é digna do reconhecimento de todos e, principalmente do torcedor que aplaudiu a equipe ao final da decisão.
Foto: Náutico / via Zeca Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário