BUSCAR

20 de novembro de 2019

Zito Rolim mais uma vez vota contra o povo

Medida aumenta alíquotas de contribuição dos servidores, patronal e dos aposentados

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo
A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, nesta quarta-feira 20, por maioria esmagadora, projeto enviado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) à Casa que aplica a reforma da Previdência no âmbito estadual, aumentando as alíquotas de contribuição dos servidores, da patronal e dos aposentados.Sem qualquer discussão com o Parlamento, a sociedade ou entidades representativas dos servidores públicos, a proposta foi votada de forma relâmpago, apenas 24 horas após os deputados tomarem conhecimento da mensagem governista. Com a aprovação, na íntegra, o texto segue para a sanção do próprio Dino, prevista para ocorrer ainda hoje.De acordo com o placar da votação, foram 28 votos favoráveis e apenas 2 contrários, sendo estes últimos do líder da oposição Adriano Sarney (PV) e do deputado Zé Inácio (PT), que é governista mas manteve a coerência já que sempre criticou a reforma da Previdência do presidente Jair Bolsonaro (PSL), aprovada pelo Congresso no mês passado. Os oposicionistas Wellington do Curso (PSDB) e César Pires (PV), que também votariam contra, não puderam participar da sessão devido à agenda na Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais) que já estava agendada.Também estiveram ausentes ou se abstiveram: Daniella Tema (DEM), Duarte Júnior (PCdoB), Edivaldo Holanda (PTC), Rigo Teles (PV), Zé Gentil (PRB) e toda a bancada do PL —formada por Detinha, Leonardo Sá, Hélio Soares e Vinícius Louro.Por ser presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Othelino Neto (PCdoB) apenas conduziu os trabalhos. Ele vota apenas em caso de necessidade de desempate.Abaixo, com base na lista de presentes na sessão, confira a relação dos deputados estaduais que votaram a favor a reforma relâmpago da Previdência de Flávio Dino. Embora alguns sejam de partidos ideologicamente de oposição ao comunista, na Alema, todos atuam como aliados do Palácio dos Leões.1Adelmo Soares (PCdoB);2. Andrea Rezende (DEM);3. Antônio Pereira (DEM);4. Ariston (Avante);5. Arnaldo Melo (MDB);6. Carlinhos Florêncio (PCdoB);7. Ciro Neto (PP);8. Yglésio Moyses (PDT);9. Cleide Coutinho (PDT);10. Helena Duailibe (SD);11. Thaiza Hortegal (PP);12. Edson Araújo (PSB);13. Fábio Macedo (PDT);14. Felipe dos Pneus (PRTB);15. Fernando Pessoa (SD);16. Glalbert Cutrim (PDT);17. Mical Damasceno (PTB);18. Neto Evangelista (DEM);19. Pará Figueiredo (PSL);20. Pastor Cavalcante (PROS);21. Paulo Neto (DEM);22. Marco Aurélio (PCdoB);23. Rafael Leitoa (PDT);24. Ricardo Rios (PDT);25. Rildo Amaral (SD);26. Roberto Costa (MDB);27. Wendel Lages (PMN);28. Zito Rolim (PDT).
do Atual7

Um comentário:

  1. Os ausentes (sabiam da votação) e as abstenções (perderam a oportunidade de.representara vontade do povo), devem se somar aos votos favoráveis.Falar de Deputado "A" ou deputado "B" é apenas falação de uma oposição demagógica e sem proposta alternativa. Falei.

    ResponderExcluir