BUSCAR

23 de dezembro de 2019

Agricultores emitem nota contra taxa de 3% sobre soja e milho no Maranhão

O Sindicato Rural de Imperatriz (Sinrural) emitiu nos últimos dias uma “nota de posicionamento” contra a instituição, pelo Governo do Maranhão, de uma nova taxa sobre soja, milho, milheto e sorgo no Maranhão.
Fixada em 3% pelo governador Flávio Dino, a contribuição já foi sancionada e passa a valer a partir de março do ano que vem, não apenas para os produtos produzidos no estado, mas também para os transportados.
Segundo a entidade, a imposição de nova taxa pelo Executivo é “grave”. “O Sindicato Rural de Imperatriz vem informar aos produtores rurais que tem plena ciência da gravidade do problema da taxação de produtos como soja e milho, recentemente imposta à classe produtora rural pelo Governo Estadual”, diz o comunicado.
O sindicato acrescenta que já solicitou uma audiência com o governador para discutir o assunto.
“Já foi por nós requerida uma data para uma audiência junto ao governador, e tão logo seja marcada e designada uma reunião com esta finalidade, estaremos repassando a informação aos amigos para montarmos uma comitiva representativa em defesa de nossos interesses se fazendo presente na audiência a ser marcada”, conclui.
Abaixo, a íntegra da nota.
Nota de Posicionamento do SINRURAL
O Sindicato Rural de Imperatriz vem informar aos produtores rurais que tem plena ciência da gravidade do problema da taxação de produtos como soja e milho, recentemente imposta à classe produtora rural pelo Governo Estadual. 
Anota que já tomou a iniciativa de procurar outras entidades de classes da nossa região tais como Aprosoja de Balsas, a Associação comercial de Imperatriz, outros Sindicatos Rurais da Região e grandes produtores de grãos, para juntos levarmos até a pessoa do Governador o registro da nossa insatisfação e preocupação com mais este ônus. 
Para tanto, já foi por nós requerido uma data para uma audiência junto ao Governador, e tão logo seja marcada e designada uma reunião com esta finalidade, estaremos repassando a informação aos amigos para montarmos uma comitiva representativa em defesa de nossos interesses se fazendo presente na audiência a ser marcada.
Com informações do Gilberto Léda

Nenhum comentário:

Postar um comentário