BUSCAR

7 de fevereiro de 2020

URGENTE: Bolsonaro manda exército cercar prisão onde está o líder da maior organização criminosa do Brasil

Império de Marcola estaria a planear invadir a cadeia para o resgatar.

Foto: Jair bolsonaro

Um decreto do presidente Jair Bolsonaro publicado esta sexta-feira no Diário Oficial autorizou o uso das Forças Armadas no reforço da segurança externa da Penitenciária Federal de Brasília, capital brasileira. É nessa prisão de segurança máxima que está preso Marcos William Herbas Camacho, conhecido como Marcola, líder do Primeiro Comando da Capital, PCC, a maior fação criminosa do Brasil e considerada a organização criminosa que mais cresce em todo o mundo.

Ao amanhecer desta sexta-feira, forças do Exército chegaram à área externa da cadeia, onde há semanas já havia um reforço de segurança. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem, GLO, assinado também pelos ministros da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e da Justiça, Sérgio Moro, é válido inicialmente até dia 6 de maio próximo.

A decisão de enviar tropas do Exército, inclusive com meios pesados, para reforçar a área surgiu depois de serviços de inteligência terem descoberto um suposto plano para invadir a cadeia e resgatar o poderoso Marcola, que, mesmo preso há anos, continua a ser o líder máximo da organização e a comandar um império do crime que já se expandiu para diversos países. De acordo com os papéis descobertos, o PCC teria disponibilizado um montante de aproximadamente 21,5 milhões de euros para a mega-operação de resgate de Marcola, que incluiria armamento de guerra, explosivos de grande poder de detonação e até meios aéreos.

Um plano semelhante já havia sido descoberto há cerca de dois anos, quando Marcola estava preso na Penitenciária de Presidente Bernardo, a mais temida do estado de São Paulo. Por isso o líder criminoso foi transferido, primeiro para uma prisão federal no Nordeste do Brasil e, depois, para a Penitenciária Federal de Brasília, inaugurada em 16 de Outubro do ano passado e considerada agora a mais segura do Brasil.

Um plano semelhante já havia sido descoberto há cerca de dois anos, quando Marcola estava preso na Penitenciária de Presidente Bernardo, a mais temida do estado de São Paulo. Por isso o líder criminoso foi transferido, primeiro para uma prisão federal no Nordeste do Brasil e, depois, para a Penitenciária Federal de Brasília, inaugurada em 16 de Outubro do ano passado e considerada agora a mais segura do Brasil.

Os mesmos serviços de inteligência que descobriram o alegado plano de fuga, também identificaram uma movimentação suspeita em redor da penitenciária. Pessoas alegadamente ligadas ao PCC estavam a alugar casas nos bairros próximos à penitenciária com o auxílio de advogados ligados à fação, presumivelmente para monitorizarem a rotina da cadeia e ajudarem a preparar a fuga de Marcola.

Com Informações: https://www.cmjornal.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário