BUSCAR

12 de maio de 2020

No Maranhão, morrem duas vezes mais homens que mulheres por Covid-19


Embora as mulheres sejam a maioria entre os contaminados pela Covid-19 no Maranhão, a taxa de letalidade do vírus por aqui é maior entre homens.

Dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitido neste domingo (10) apontam que, desde o início da pandemia, a doença já matou quase o dobro de homens que de mulheres.

Dos 8.144 casos confirmados, 4.007 são homens, e 4.137 são mulheres. Entre os óbitos, contudo, estas são 137, contra 262 homens (veja o boletim completo).

Reportagem do El País mostrou, em março, que esta é uma tendência mundial. À publicação, o diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias, Fernando Simón, explicou que uma das razões para isso pode ser a maior incidência de comorbidades entre pessoas do sexo masculino.

“A doença afeta mais certos grupos de risco: hipertensos, pessoas com doenças respiratórias ou diabéticos têm maior mortalidade. [Estas doenças] afetam mais os homens que as mulheres, portanto é normal que eles sofram mais letalidade”, disse (leia mais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário